Home | Blog | Tomografia e ressonância: quais são as diferenças?

Tomografia e ressonância: quais são as diferenças?

Tomografia e ressonância: quais são as diferenças?

Tanto a tomografia computadorizada como a ressonância magnética são exames de diagnóstico por imagem, realizados em equipamentos semelhantes a grandes tubos horizontais. Na prática, eles geram fotografias dos órgãos, ossos e outras estruturas internas. Mas, você sabe qual é a diferença entre a tomografia e a ressonância?

Neste artigo, veja como são realizadas, para que servem e quais as principais indicações de cada uma. Aproveite a leitura e esclareça as principais dúvidas.

O que é e para que serve a tomografia computadorizada?

tomografia computadorizada é um exame de imagem baseado na emissão de feixes de raio X. Conforme a capacidade das estruturas corporais analisadas absorverem, ou não, esses feixes, são geradas as imagens. Tal capacidade é proporcional às densidades das estruturas.

Mas a tomografia computadorizada é bem mais abrangente do que um exame de raio X padrão. Ela gera imagens com múltiplos planos, as quais permitem realizar análises por secções, como se fossem “fatias”, em várias dimensões (de frente, de lado, de cima, etc.).

Como é o exame?

Durante a realização da tomografia, o paciente permanece deitado no equipamento e utiliza um avental de chumbo — desde que o segmento avaliado não seja o abdômen. Caso haja solicitação médica, pode-se realizar a tomografia com contraste (por via endovenosa, oral ou retal).

O uso do contraste (geralmente, iodado) é indicado quando é preciso assegurar a boa visibilidade dos vasos sanguíneos, órgãos e tecidos para a emissão do laudo. Trata-se de um elemento radiopaco, ou seja, que fica opaco ao receber a radiação — possibilitando ao examinador chegar a conclusões ainda mais precisas.

Durante o procedimento, é preciso ficar parado. No entanto, algumas pessoas podem achar a permanência nos aparelhos de tomografia incômoda. Para quem não consegue se manter calmo, considera-se o uso de anestesia (conforme prescrição médica). É o caso, por exemplo, de crianças pequenas.

Quem não pode fazer?

Mulheres com incertezas em relação à gravidez, como atraso menstrual, não devem realizar o exame. Nessas situações, ele só é feito mediante a apresentação do Beta-HCG (teste de gravidez).

Grávidas, por sua vez, só podem fazer tomografia quando houver autorização, por escrito, do médico solicitante. Além disso, o real benefício precisa ser constatado pelo radiologista da clínica, alertando a paciente para os potenciais riscos envolvidos (também descritos no termo de consentimento).

É preciso agendamento?

Sim. A tomografia deve ser agendada com antecedência e exige alguns preparos. Entre eles, jejum de 4 horas e suspensão de medicamentos por 48 horas, conforme orientação médica. Também é preciso comparecer à sala do exame sem brincos ou piercings na área que será examinada.

Caso o uso de contraste seja necessário, deve-se suspender medicações com metformina nas 48 horas que antecedem e sucedem o exame. Já medicamentos como sidelnafila (Viagra® e Revatio®), tadalafila (Cialis®) e vardenafila (Levitra® e Vivanza®) devem ser suspensos 48 antes e 24 horas depois do exame.

Qual é o valor da tomografia?

O valor da tomografia varia de acordo com a clínica onde o exame é realizado. Na Magscan, seu custo é informado pela central de atendimento on-line ou pelo telefone (92) 4009-6001. Por meio desses contatos, o paciente também pode esclarecer outras possíveis dúvidas.

Vale destacar que a tomografia pode ser feita por diversos convênios. Nesse caso, consulte a cobertura do seu plano de saúde previamente.

O que é a para que serve a ressonância magnética?

ressonância magnética também é um exame de imagem, mas em vez de emitir feixes de raio X, ela detecta o movimento das moléculas de água existentes no organismo, bem como diferentes campos magnéticos. A partir daí, consegue determinar as densidades das estruturas mostradas nas imagens e gerar as imagens.

Como é o exame?

Durante a realização da ressonância, a pessoa também permanece deitada no equipamento (uma máquina semelhante a um túnel). Se necessário, o paciente pode tomar algum tipo de calmante 1 hora antes do início do exame.

O uso de contraste pode ser solicitado em casos em que é preciso ter melhor visibilidade, como quando é preciso caracterizar alguns tipos de inflamações tumores. Nas ressonâncias, o contraste é um agente derivado do gadolínio (um tipo de metal raro).

Quem não pode fazer?

Pessoas com tatuagens ou maquiagem definitiva feitas recentemente devem aguardar, pelo menos, 30 dias para a realização do procedimento. Além disso, deve-se evitá-lo durante o primeiro trimestre de gestação. Em caso de suspeita gestacional, é preciso fazer a confirmação por meio de exame Beta-HCG.

É preciso agendamento?

Sim. A ressonância deve ser agendada. Entre os preparos, destacam-se o jejum de 4 horas, inclusive de água; estar com cabelos secos (sem gel ou cremes); e não usar óleos, hidratantes ou cremes analgésicos na área do corpo a ser investigada.

Qual é o valor da ressonância?

O valor da ressonância varia conforme a clínica onde será realizada. Na Magscan, seu custo é informado pela central de atendimento on-line ou pelo telefone (92) 4009-6001.

Assim como as tomografias, as ressonâncias também podem ser feitas por vários convênios. Antes de agendá-la, consulte sempre a cobertura do seu plano de saúde.

Qual é a diferença entre tomografia e ressonância?

Para quem não é da área médica, entender a diferença entre tomografia e ressonância pode parecer difícil. Para compreender, é preciso saber que na tomografia computadorizada as imagens são obtidas por meio de feixes de raio X. Já na ressonância, elas são geradas pela movimentação das moléculas de água.

Ainda que ambos permitam uma boa visualização das áreas investigadas, outro ponto de distinção é que a ressonância tende a ser usada em investigações mais complexas. Além disso, o exame pode ser realizado em gestantes (a partir do segundo trimestre), ao contrário da tomografia.

Em relação ao uso de contraste, indicado para promover uma melhor visibilidade, também existe diferença entre tomografia e ressonância. A primeira, como já mencionado, costuma ser feita com o contraste iodado; já a segunda, geralmente, é realizada com contraste à base de gadolínio.

Em quais áreas a tomografia é mais utilizada?

A tomografia é determinante na detecção de pequenos nódulos, sendo muito usada na oncologia, como método de estadiamento. Ou seja, serve para determinar a extensão de tumores primários e investigar a hipótese de metástases.

O exame permite a detecção de nódulos em todas as partes do corpo. Porém, trata-se de uma ferramenta especialmente útil para o diagnóstico de tumores de pulmão, mediastino (na área localizada entre os dois pulmões), pleura, fígado, pâncreas, vias biliares, útero, ovários, rins, cérebro e ossos.

Outra indicação muito frequente é a tomografia da coluna (cervical, dorsal ou lombo-sacra). Nesse caso, ela é utilizada no diagnóstico de diversas doenças (como hérnia de disco, artrose na coluna, entre outras), fraturas e deslizamentos vertebrais.

Já a tomografia do crânio é indicada para alguns casos de suspeita de acidente vascular cerebral (AVC). A gravidade do evento pode ser estimada a partir da verificação do tamanho da área afetada pela interrupção no suprimento de sangue. Além disso, o exame serve para investigar hidrocefalias, traumatismos cranianos encefálicos (TCE) e malformações cranianas.

A embolia pulmonar também é uma doença comumente detectada a partir da angiografia por tomografia computadorizada. Para isso, o examinador procura por um acúmulo de material sólido que esteja provocando a obstrução da artéria pulmonar e levando à embolia. Na maioria das vezes, trata-se de um trombo.

Outra possível indicação da tomografia é ajudar no diagnóstico da Covid-19. Isso porque, ela permite observar alterações pulmonares nos pacientes infectados pelo coronavírus.

Em quais áreas a ressonância é mais usada?

A ressonância é mais indicada para avaliar músculos, ossos, articulações, ligamentos, tendões, vasos e outros tipos de tecidos corporais. Em geral, são áreas que necessitam de uma qualidade de imagem superior.

Com as imagens geradas na ressonância, o especialista consegue avaliar melhor a estrutura investigada. Por isso, ela é um exame bastante requisitado na detecção de patologias ortopédicas, como nos joelhos.

Além disso, é essencial na neurologia, para a visualização de estruturas cerebrais. É o caso, por exemplo, do diagnóstico do acidente vascular cerebral (AVC).

Para concluir, a qualidade, cada vez melhor, desses exames de imagem decorre dos avanços tecnológicos na área de medicina diagnóstica. Graças à tomografia e à ressonância, os diagnósticos são mais precisos — o que impacta, diretamente, no prognóstico do tratamento e na qualidade de vida dos pacientes.

Na Magscan, temos uma unidade exclusiva para a realização dos exames de ressonância magnética, localizada na Atlantic Tower. Já a Unidade do Shopping Millenium conta com os exames de tomografia e ressonância, além de outros exames de imagem e análises clínicas. Para todos, o agendamento pode ser feito on-line!

Caso ainda tenha alguma dúvida a respeito da diferença entre tomografia e ressonância, questione o médico solicitante. Em geral, a escolha tem a ver com as características da região que precisa ser analisada, bem como com as da patologia da qual se suspeita. Ele, melhor do que ninguém, conhece as suas necessidades e sabe qual é o tipo de diagnóstico mais indicado para seu caso.

Por fim, não esqueça: caso necessite agendar exames de imagem em Manaus, conte com a infraestrutura e corpo clínico altamente qualificado da Magscan. Nossos especialistas estão à sua disposição!

Magscan - Medicina e Saúde
Hoje, a Magscan é uma das empresas de saúde mais conceituadas do Norte do Brasil. Em 2019, ampliou seu portfólio de serviços, indo além dos exames de imagem e inaugurando em seu laboratório de análises clínicas.
Resultado de Exames Agendar Exame
© 2010-2022 MAGSCAN - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS