Home | Blog | Ultrassom transvaginal: o que é, como é feito e como se preparar

Ultrassom transvaginal: o que é, como é feito e como se preparar

fevereiro / 2021

O ultrassom transvaginal, também chamado de ultrassom endovaginal ou intravaginal, é um dos principais tipos de ultrassonografias realizadas em gestantes. Mas sua aplicabilidade vai muito além do período gestacional. O exame também é feito no checkup de rotina de mulheres assintomáticas, assim como daquelas que precisam acompanhar algum problema ginecológico, urinário, digestivo, dentre outros.

Seu médico solicitou um ultrassom transvaginal? Neste artigo, reunimos as principais informações sobre o exame, bem como as dúvidas mais frequentes.

O que é e para que serve o ultrassom transvaginal?

O ultrassom transvaginal é um tipo de exame de diagnóstico por imagem que usa ondas de alta frequência (sem radiação). Ele permite visualizar, internamente, órgãos e estruturas na área pélvica, especialmente do aparelho reprodutor.

Dessa maneira, serve para diagnosticar alterações na vagina, útero, ovários e trompas, bem como no sistema urinário e digestivo. Por exemplo: cistos e miomas uterinos, endometriose, diversas suspeitas de infecções (como apendicite), cálculos nas vesículas e rins, dentre outros problemas.

O exame também é usado para determinar o tempo de gestação, a partir da medida do comprimento da cabeça às nádegas do feto. A medição é mais precisa do que o cálculo baseado na data da última menstruação. Vale lembrar que ter precisão no tempo gestacional é importante para acompanhar o desenvolvimento fetal.

Além disso, o ultrassom transvaginal também serve para observar se o feto está alojado no útero e se se trata de uma gravidez única ou gemelar. No entanto, o exame só pode ser realizado entre a 5ª e a 24ª semana gestacional.

Como o ultrassom transvaginal é realizado?

O ultrassom transvaginal é feito somente com solicitação médica. Menores de idade precisam estar acompanhadas de um responsável legal. Caso haja resultados anteriores, eles devem ser mostrados na data do exame.

O ultrassom transvaginal é considerado um exame invasivo. Para realizá-lo, é preciso introduzir um dispositivo (transdutor portátil) pela via vaginal. Assim, a paciente fica deitada em posição ginecológica (com as pernas entreabertas e os joelhos dobrados) ao lado do aparelho de ultrassom.

O objetivo é visualizar e gerar múltiplas imagens internas da área pélvica, em diferentes planos. Para isso, é necessário fazer alguns movimentos com o transdutor.

Apesar de a ultrassonografia ser um exame seguro e indolor, a técnica transvaginal é considerada incômoda por algumas mulheres. Para aliviar o desconforto, o examinador aplica um gel espesso sobre a camisinha usada no transdutor e, só então, começa a introduzi-lo na cavidade vaginal.

Quais são os preparos necessários?

Para realizar o ultrassom transvaginal não é necessário preparo específico. Não é preciso fazer jejum nem deixar de ingerir líquidos antes do exame. Recomenda-se, apenas, que a paciente esteja com a bexiga vazia.

Depilação

Algumas mulheres pensam que é obrigatório depilar a área íntima antes do exame. No entanto, a presença ou ausência de pelos não interfere na sua realização.

Os pelos pubianos não são anti-higiênicos. Pelo contrário, eles atuam como uma forma de proteção da vagina, sendo uma barreira contra agentes infecciosos.

Portanto, se depilar, ou não, é uma escolha pessoal. Para realizar o exame, uma boa higiene íntima basta.

Relações sexuais

Alguns médicos não têm nenhuma recomendação a respeito. Outros recomendam que a paciente evite ter relações sexuais na véspera do exame. O único consenso é que, para realizar um ultrassom transvaginal, é preciso ter iniciado a vida sexual.

Dia mais indicado

Não existe um dia mais adequado para fazer o ultrassom transvaginal. No entanto, os especialistas orientam não comer alimentos que provocam constipação no dia que antecede o exame, pois isso pode aumentar o desconforto da paciente.

Menstruação

Recomenda-se que o ultrassom transvaginal seja realizado, preferencialmente, fora do período menstrual — não pelo fluxo, em si, mas porque a região fica naturalmente mais sensível. A exceção são casos em que o médico deseja avaliar a área pélvica da paciente justamente nessa fase ou em casos de urgência.

Sangramento não-menstrual

O ultrassom transvaginal pode ser realizado, normalmente, em pacientes com sangramento fora do período menstrual. Isso, se o pedido médico assim solicitar.

Esperamos que o artigo tenha sido esclarecedor. Como mostrado, o ultrassom transvaginal é um exame muito útil, que não exige preparos especiais e ajuda a diagnosticar precocemente uma série de patologias. Além disso, é absolutamente indispensável durante a gestação.

Caso esteja procurando uma clínica de referência para realizar o exame em Manaus, conte com a Magscan. Aproveite e agende seu exame pela nossa central de marcação online!

Magscan - Medicina e Saúde
Hoje, a Magscan é uma das empresas de saúde mais conceituadas do Norte do Brasil. Em 2019, ampliou seu portfólio de serviços, indo além dos exames de imagem e inaugurando em seu laboratório de análises clínicas.
Resultado de Exames Agendar Exame
© 2010-2022 MAGSCAN - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS