Home | Blog | Entenda em que o exame de ressonância magnética se baseia

Entenda em que o exame de ressonância magnética se baseia

Entenda em que o exame de ressonância magnética se baseia

O exame de ressonância magnética se baseia nas propriedades magnéticas do núcleo de um elemento bastante abundante no corpo humano, o hidrogênio. A partir de um campo magnético potente e de ondas de radiofrequência, formam-se imagens de diversas partes do organismo. Assim, diferente dos exames de radiografia e tomografia computadorizada, a RM não expõe os pacientes à radiação.

Neste artigo, mostramos o que é esse exame, como funciona e quando é necessário. Se você tem dúvidas e deseja saber mais a respeito, continue a leitura!

O que é a ressonância magnética?

ressonância magnética é um exame de diagnóstico por imagem amplamente solicitado pelos médicos na investigação de inúmeras doenças. Ela permite visualizar o organismo por dentro, relevando-o em detalhes.

Os achados são interpretados pelos médicos especialistas em radiologia, os radiologistas. Graças à precisão das imagens, pode-se chegar a um diagnóstico mais assertivo e, consequentemente, indicar um tratamento mais eficiente.

Mas, para garantir a qualidade do exame, a clínica precisa ter um equipamento moderno, com intensidade do campo magnético adequada (3 ou, pelo menos, 1,5 Tesla). Outro ponto imprescindível é quanto à execução correta das técnicas. Essas devem respeitar as sequências e parâmetros direcionados às suspeitas clínicas, não apenas à região de interesse. Nesse momento, a competência e experiência do profissional responsável por realizá-lo faz toda a diferença.

Outro fator essencial para a qualidade das imagens é o preparo do paciente. Ao fazer o agendamento, ele recebe as instruções necessárias para realizá-lo.

Na maioria das vezes, elas consistem em um jejum de quatro horas e na remoção de objetos metálicos. Por vezes, pode ser preciso outras medidas, como ficar com a bexiga cheia.

No que o exame de ressonância magnética se baseia?

O exame de ressonância magnética se baseia nos movimentos das moléculas de água existentes no organismo e nos diferentes campos magnéticos. A partir daí, determina as densidades das estruturas avaliadas, gerando as imagens.

A varredura costuma ser feita em cerca de meia-hora, mas esse período pode ser mais curto ou extenso, de acordo com a complexidade da área a ser analisada. O tempo total do exame (período de permanência na clínica), leva de uma hora e meia a três horas.

Quando a ressonância magnética é necessária?

A ressonância magnética é solicitada quando os demais exames de imagem não conseguem ser suficientemente eficientes. Elapode ser realizada nocorpo todo, mas é particularmente importante naneurologia e na ortopedia, assim como no estudo dos vasos sanguíneos (angiorressonância) e do coração. Isso porque, fornece detalhes sobre o cérebro e a coluna vertebral, assim como as articulações e ligamentos, que os demais exames não conseguem.

Em quais casos o uso de contraste pode ser indicado?

O uso de um agente de contraste é necessário para aumentar, ainda mais, a nitidez das imagens fornecidas. Ele pode ser administrado por via oral, na veia ou, diretamente, na articulação. É o caso, muitas vezes, da artro RM do joelhoartro RM do quadrilRM da articulação esterno clavicularRM da articulação temporomandibular, entre outras.

Geralmente, utiliza-se o contraste à base de gadolínio, um tipo de metal raro. Ele apresenta baixa taxa de efeitos colaterais, como reações alérgicas. No entanto, é contraindicado para pacientes com insuficiência renal avançada.

A ressonância magnética é um exame seguro?

Sim, trata-se de um exame indolor e muito seguro. Porém, devido ao forte campo magnético, pode ser contraindicado para portadores certos implantes metálicos. É o caso, por exemplo, de pessoas com alguns tipos de:

  • marcapassos;
  • clipes vasculares;
  • implantes cocleares;
  • próteses ortopédicas;
  • DIU; entre outros.

Por isso, é preciso que o paciente ou seu acompanhante informe se possui algum material metálico no corpo. Além dos dispositivos médicos, a presença de fragmentos de projéteis também deve ser informada. Muitas vezes, eles não impossibilitam sua realização, mas podem interferir na qualidade da imagem.

Agora que você sabe em que o exame de ressonância magnética se baseia, deu para entender o porquê de sua preferência pelos médicos, não é mesmo? Com imagens claras e sem o risco associado à radiação ou ao uso do contraste iodado, trata-se de uma alternativa valiosa na elaboração de diagnósticos.

Esperamos que o artigo tenha sido claro, mas caso tenha ficado com alguma dúvida, sinta-se à vontade para entrar em contato.

Além disso, se precisar realizar uma ressonância magnética em Manaus, conte com a qualidade da Magscan. Para isso, faça seu agendamento pela nossa central de marcação online agora mesmo!

magscanadm
Resultado de Exames Agendar Exame
© 2010-2022 MAGSCAN - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS