Home | Blog | Conheça as boas práticas de comunicação em Saúde

Conheça as boas práticas de comunicação em Saúde

Você já saiu de uma consulta e não conseguiu lembrar o que o médico falou? Você acha difícil entender o que os médicos falam? Acha a linguagem complexa?

Caso a sua resposta seja positiva, saiba que você não é o único!

Veja esse exemplo:

Quatro em cada dez pessoas, quando recebem alta do hospital, não entendem bem como tomar seus medicamentos. Este dado é da Cleveland Clinic. A pesquisa mostrou, ainda, que somente metade dos pacientes se lembra corretamente das informações médicas que lhes foram dadas.

É por isso que a boa comunicação é essencial, principalmente em um serviço de saúde. Entretanto, é comum a perda de informações. A própria equipe de saúde, por exemplo, durante a troca de plantões, pode deixar passar alguma informação importante. Ou, ainda, essa situação pode ocorrer entre o profissional de saúde e o paciente.

Fazer com que essa comunicação aconteça de forma clara, correta e eficaz é o grande desafio atual para as organizações de saúde.

Os efeitos negativos da má comunicação na área da saúde

Você sabia que falhas na comunicação são a causa da maioria dos eventos adversos na área da saúde? Chamamos de eventos ou incidentes as falhas no processo de cuidado à saúde, podendo ou não, resultar em algum dano ao paciente. Quando ocorre algum dano, é chamado de evento adverso. Felizmente a maioria dos eventos não resultam em danos, mas é essencial ficar atento, evitando-os, para que não ocorra o pior.

Se você não entender claramente como deve tomar o remédio, está sujeito a cometer um erro e causar prejuízo para a sua própria saúde. Por este motivo, é muito importante que você entenda exatamente o que foi falado na consulta. Enquanto houver alguma dúvida, não hesite em perguntar quantas vezes precisar, até que fique com total segurança do que deve ser feito.

Como melhorar a comunicação no serviço de saúde?

Você gostaria de saber como se comunicar melhor em um serviço de saúde? Existem técnicas que podem lhe auxiliar nesse processo. Dê uma olhada nestas dicas que apresentamos abaixo:

Entenda o ritmo de atuação dos profissionais de saúde

Primeiramente, leve em consideração as pressões que ocorrem diariamente sobre os profissionais de saúde. Em sua maioria, são profissões estressantes que geram forte esgotamento físico e mental. Na pandemia, essa situação foi potencializada ainda mais.

Portanto, ao chegar a algum local que ofereça serviço de saúde, seja gentil, dê um sorriso e faça contato visual com a pessoa que irá lhe atender. Esse simples ato de carinho pode ser um conforto para quem está em um dia pesado de trabalho.

Mas, claro, se não for uma emergência e se você estiver bem fisicamente a ponto de conseguir fazer isto. Entretanto, o paciente, muitas vezes, está tão preocupado que nem consegue proceder assim, mas fique tranquilo pois quem lhe atender saberá considerar seu estado físico e emocional.

Tenha uma comunicação clara sobre o que você necessita

Adote procedimentos de comunicação para assegurar o seu entendimento da sua mensagem e da sua necessidade. Tratam-se de técnicas de comunicação pouco utilizadas em organizações de saúde, e você, como usuário, pode ajudar a equipe a adotá-las.

Afinal de contas, todos estamos interessados na sua saúde e no seu bem-estar. Por exemplo: repita para o médico as informações que ele está lhe passando, ou leia em voz alta a receita médica para ele ouvir. Você pode falar, por exemplo: “Doutor, confirme se eu entendi a sua receita. Vou tomar determinada medicação às 7h da manhã e às 19h da noite, por 10 dias. Devo me alimentar cerca de 30 minutos após tomar o remédio. Está certo o meu entendimento?”

Note que, quando falamos em voz alta, além de ajudar nos esclarecimentos, oferecemos ao nosso cérebro uma segunda via de memorização. Essa técnica de repetir o que foi falado é chamada de comunicação de circuito fechado. E a de ler o que foi escrito é chamada de “readback” que, traduzida do inglês, significa “leia de volta.” São práticas que estão sendo adotadas atualmente na clínica MAGSCAN e também são utilizadas em hospitais mais avançados do mundo.

Mantenha seus exames guardados e organizados

Quando for realizar uma mamografia por exemplo, leve a película e o laudo do exame anterior. A comparação com exames prévios ajuda muito o médico radiologista durante a análise de alguns exames, especialmente relacionados às mamas. Se você estiver fazendo controle oncológico isso torna-se essencial para o seu acompanhamento e certamente o laudo será mais completo para o seu médico decidir o melhor tratamento a seguir.

Tenha sempre em mente o seu histórico de saúde

Saber o que operou e quando a operação foi realizada, são informações importantes que muitas pessoas não conseguem se lembrar para informar.

Não é necessário saber nenhum termo médico, mas se você falar para o médico “retirei a vesícula em 2010 por pedra” já é uma informação suficiente e importante para o médico. É seu direito como paciente saber o que foi realizado no seu corpo, receber o relatório da cirurgia, o sumário de alta e os resultados de todos os exames que realizou.

Muita atenção!

Caso você tenha feito alguma cirurgia, precisará saber se foi instalado algum dispositivo em seu corpo e o tipo de material. Por exemplo: existem clipes metálicos para aneurisma; implantes metálicos cocleares e outros que, sendo magnéticos, estão sujeitos a perigosa atração pelo forte campo produzido em um exame de Ressonância Magnética. Se esse exame lhe for solicitado, essas informações serão importantíssimas antes de realizá-lo, pois são para a sua própria segurança.

Anote suas preocupações para perguntar ao seu médico

Para aproveitar ao máximo a sua consulta ou a realização do seu exame, faça perguntas e expresse todas as preocupações que você, porventura, tenha. Anote anteriormente cada uma das suas dúvidas; escreva o que está sentindo; anote as perguntas que fará ao médico sobre o tratamento e se será necessário algum tipo de cirurgia, etc.

A “alfabetização em saúde” demonstra o quanto você entende sobre a doença e suas opções de tratamento. Significa o quanto você está preparado para lidar com o tratamento e com a recuperação. Quanto mais informações você tiver, maior será a sua chance de seguir as orientações corretamente e obter uma recuperação mais rápida e mais segura.

O conhecimento e o acesso à informação impactaram positivamente e de forma profunda os serviços de saúde. Nosso propósito é auxiliar você a ter uma vida plena, feliz, saudável e longa!

Lembre-se: você é o piloto da sua vida, e a equipe MAGSCAN está aqui para lhe ajudar nesta jornada da forma mais segura e agradável possível. Agradecemos por sua parceria conosco!

Referência

1-     https://health.clevelandclinic.org/why-we-forget-what-the-doctor-told-us-and-what-to-do-about-it/

Dra. Aline Morião Carvalho de Souza
Médica radiologista (CRM AM 6566) Coordenadora do Núcleo de Segurança do Paciente da Magscan
Resultado de Exames Agendar Exame
© 2010-2022 MAGSCAN - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS