Home | Blog | Entenda como funciona os tipos de exames cardiológicos

Entenda como funciona os tipos de exames cardiológicos

fevereiro / 2022
voce-sabe-como-funciona-os-principais-tipos-de-exame-cardiologicos

A variedade de nomes de exames do coração impressiona. Alguns, como o eletrocardiograma (ECG), têm função preventiva e são bastante conhecidos. Outros são solicitados, somente, em casos específicos. Mas, a existência de tantos tipos de exames cardiológicos tem uma razão: detectar a presença de quaisquer anomalias no coração e, assim, ajudar a cuidar da saúde das pessoas!

Neste artigo, reunimos os principais tipos de exames do coração. Para conhecer suas indicações e outras informações importantes, continue a leitura!

Qual é a importância do check-up cardiológico?

As doenças cardiovasculares são a principal causa de morte no mundo. A função de bombear e distribuir sangue e nutrientes por todo o organismo requer o mais perfeito funcionamento dos vasos sanguíneos e do coração. Sendo assim, qualquer alteração representa um risco.

Problemas como arritmias, hipertrofia das paredes, placas de gordurapressão alta, entre outros, contribuem para o mau funcionamento cardiovascular, colocando vidas em perigo. O check-up cardiológico permite detectar alterações o mais precocemente possível, para intervir em prol de melhorias.

Quais são os tipos de exames cardiológicos?

Existem vários testes capazes de avaliar a função cardíaca, seja por meio de monitoramento 24 horas, seja no instante de realização. A seguir, mostramos os principais tipos de exames do coração. Confira!

Ecocardiograma

ecocardiograma utiliza os mesmos princípios de uma ultrassonografia. Por meio de um transdutor, o examinador percorre o tórax do paciente captando imagens, em tempo real, do coração. Trata-se de um dos tipos de exames cardiológicos fundamentais para identificar alterações na função e na estrutura do órgão.

Quando fazer?

Há diversas indicações para o exame. Ele é muito efetivo:

  • na avaliação cardíaca da função das câmaras;
  • em doenças valvares;
  • nas dores torácicas suspeitas;
  • em acometimento das membranas que envolvem o coração;
  • na hipertrofia das paredes;
  • em problemas de coagulação; entre outras alterações.

Por que é importante?

O ecocardiograma é importante para o diagnóstico e acompanhamento de condições agudas. A visualização em tempo real faz com que seja usado, inclusive, em monitoramentos durante procedimentos cirúrgicos.

Qual é o preparo?

O ecocardiograma só é realizado em pacientes acima de 12 anos de idade. Não é preciso suspender a medicação de uso habitual.

Recomenda-se não realizar esforços físicos antes do exame. Como é necessária a exposição do tórax, recomenda-se evitar o uso de vestidos no dia do exame.

Eletrocardiograma em repouso

eletrocardiograma em repouso (ECG) é o exame mais solicitado para avaliar o ritmo cardíaco. Ele gera uma visualização gráfica da atividade elétrica do coração (a qual permite sua contração). Para realizá-lo, o paciente permanece deitado, com eletrodos presos ao tórax, punhos e tornozelos.

Quando fazer?

As indicações para o ECG são as mais diversas, pois representa um exame essencial tanto nas consultas cardíacas, como na monitorização de pacientes. Portanto, sempre que se deseja avaliar a função cardíaca, realiza-se um ECG.

Por que é importante?

A análise da atividade elétrica é importante para avaliar o ritmo cardíaco. Além disso, mostra alterações na condução do estímulo elétrico, se há sobrecarga de alguma das câmaras, entre outros aspectos.

Qual é o preparo?

Tendo em vista os exames cardiovasculares, o ECG representa um dos mais simples e efetivos. Não exige preparo rigoroso, apenas se recomenda o uso de roupas confortáveis, caso não queira despir a vestimenta para o tórax ficar exposto. Em crianças agitadas, é indicado não realizar.

Holter 24 horas

holter 24 horas é como um eletrocardiograma que dura um dia inteiro. Nele, a avaliação das atividades elétricas do coração é feita por 24 horas. Para isso, o paciente utiliza um aparelho que grava as informações obtidas a partir dos eletrodos.

Quando fazer?

O exame é recomendado para condições que requerem uma avaliação baseada na rotina do paciente. É o que ocorre em episódios repetitivos de:

Por que é importante?

Nem sempre as alterações descritas pelos pacientes podem ser detectadas, instantaneamente, no ECG. Graças ao holter, pode-se identificar variações espontâneas ao longo do dia, bem como aqueles sintomas que surgem e desaparecem repentinamente.

Qual é o preparo?

Não é necessário suspender medicações em uso. Mas, como o aparelho atuará por 24 horas, não é permitido tomar banho durante esse período. E além do cuidado para não molhar o equipamento, evite movimentos bruscos, que possam prejudicar o posicionamento dos eletrodos.

Teste ergométrico

teste ergométrico, também chamado de eletrocardiograma de esforço, serve para avaliar o desempenho das funções cardiorrespiratórias. O exame é feito em uma esteira, cuja velocidade aumenta gradualmente. Enquanto isso, são avaliados a pressão arterial, a frequência cardíaca, os sintomas relatados, entre outros pontos.

Quando fazer?

O exame é indicado para detecção de doenças nas coronárias, os vasos que irrigam o coração. Além do sistema cardiovascular em si, ele também possibilita avaliar a função respiratória. Em suma, trata-se de um dos tipos de exames cardiológicos usados para detectar alterações no desempenho em casos de esforços físicos, tais como:

  • aumento exacerbado da frequência cardíaca;
  • dificuldades respiratórias;
  • arritmias.

Por que é importante?

O teste ergométrico é muito importante antes de começar a praticar atividades físicas, principalmente, quando existem riscos cardiovasculares. Além disso, é utilizado para investigar desconfortos relatados pelo paciente diante dos esforços.

Qual é o preparo?

Menores de 18 anos devem estar acompanhados. Não é necessário interromper os medicamentos de uso habitual, basta informar quais foram utilizados nos cinco dias que o antecedem. Recomenda-se o uso de roupas de ginástica e de tênis próprios para atividades físicas.

Monitorização ambulatorial da pressão arterial

monitorização ambulatorial da pressão arterial (MAPA) utiliza um aparelho para aferição da pressão arterial ao longo de 24 horas. Assim, consegue identificar a pressão arterial, também, durante o sono.

Quando fazer?

O exame MAPA mostra os valores de pressão arterial correspondentes à rotina do paciente. Isso possibilita uma avaliação mais assertiva quando há suspeita de hipertensão.

Por que é importante?

Por vezes, as condições da aferição no consultório não são as ideias. Assim, o MAPA ajuda a reduzir a discordância entre diferentes medidas. Sem falar que é o único exame que permite avaliar a queda natural de pressão no momento do sono.

Qual é o preparo?

O MAPA é indicado para pacientes acima de 12 anos. O médico solicitante deverá indicar se deseja interromper, ou não, a medicação enquanto ele é feito. Assim como no holter, recomenda-se banho próximo ao momento de colocar o aparelho, pois ele permanecerá por 24 horas.

Tomografia coronariana

tomografia coronariana, também chamada de angiotomografia cardíaca, é um exame que pode levar até duas horas. A demora depende da frequência cardíaca basal de cada paciente.

Quando fazer?

O exame é indicado para avaliar as artérias coronárias. Além disso, permite detectar alterações na anatomia do coração, no pericárdio (membrana que envolve o órgão) e em estruturas adjacentes.

Por que é importante?

Ela mostra anomalias na origem, trajeto ou estrutura das artérias do coração. Vale destacar que, apesar de muitas vezes o problema ser assintomático, trata-se da segunda causa de morte súbita cardíaca em atletas.

Qual é o preparo?

A tomografia coronariana é realizada em pacientes acima de 12 anos. Nas 48 horas que antecedem e sucedem o exame, recomenda-se suspender medicações que contenham metfotmina ou fenformina. Já nas 48 horas antes e nas 24 horas seguintes, deve-se suspender medicamentos com sildenafila, tadalafina ou vardenafila. Além disso, é preciso fazer jejum de quatro horas.

Ressonância magnética do coração

ressonância magnética do coração gera imagens, em alta resolução, do coração e do tórax. Ela permite observar as veias e artérias coronárias, bem como o funcionamento do órgão.

Quando fazer?

O exame é útil, principalmente, na avaliação de doenças congênitas do coração. Além disso, é usado para investigar quadros de:

  • doenças do pericárdio;
  • displasia ventricular;
  • doença cardíaca isquêmica;
  • doença das válvulas cardíacas; entre outras patologias.

No caso da ressonância magnética do coração morfológico e funcional + perfusão + viabilidade, pode-se observar a perfusão cardíaca. Com isso, verifica-se se o fluxo de sangue para o coração está sendo suficiente, tanto em repouso como em atividade.

Por que é importante?

O exame serve para diagnosticar doenças cardíacas complexas. Ele é utilizado, por exemplo, no diagnóstico do infarto, aneurismas e malformações congênitas.

Qual é o preparo?

O exame não é realizado em menores de 12 anos, nem em pessoas com implantes metálicos ou estilhaços no corpo. Nas 48 horas que antecedem e nas 24 que sucedem o exame, recomenda-se suspender medicações que contenham sildenafila, tadalafila ou vardenafila.

Além disso, 24 horas antes do exame não é permitido ingerir alimentos, bebidas e medicações com cafeína ou álcool. Também é preciso fazer jejum de, pelo menos, quatro horas.

Paciente tabagistas têm que ficar sem fumar por, pelo menos, três horas antes de iniciar o exame e uma hora após sua conclusão. No dia do procedimento, não é permitido fazer atividades físicas.

Quando realizar um check-up cardiológico?

A quantidade de nomes dos exames do coração impressiona. Felizmente, a escolha de qual realizar fica a cargo dos cardiologistas, de acordo com as necessidades de cada paciente.

Os testes cardíacos costumam ser complementares às avaliações clínicas. Essas, por sua vez, baseiam-se no histórico pessoal e familiar, nos sintomas relatados e nos exames físicos, realizados no consultório do próprio médico.

De maneira geral, o check-up cardiológico é indicado a partir dos 35 anos, para pessoas sedentárias, ou antes, quando há histórico familiar de doenças cardíacas. Além disso, pode ser solicitado previamente a cirurgias ou antes de começar alguma prática esportiva — tanto para crianças, como adolescentes e adultos.

Para concluir, os diferentes tipos de exames cardiológicos permitem uma avaliação completa da anatomia e do desempenho cardíaco. Como visto, cada um apresenta uma metodologia de funcionamento diferente e, dependendo da finalidade, indicações específicas. Diante da importância do resultado, a técnica e os equipamentos devem ser adequados. Por isso, procure por uma clínica de confiança, que ofereça modernidade, praticidade e facilidade para seus pacientes.

A Magscan, localizada em Manaus, AM, apresenta uma estrutura completa para realizar seus exames cardiológicos, além dos laboratoriais e de imagem. Faça seu agendamento online e não adie mais os cuidados com o coração!

 

Magscan - Medicina e Saúde
Hoje, a Magscan é uma das empresas de saúde mais conceituadas do Norte do Brasil. Em 2019, ampliou seu portfólio de serviços, indo além dos exames de imagem e inaugurando em seu laboratório de análises clínicas.
Resultado de Exames Agendar Exame
© 2010-2022 MAGSCAN - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS